O jornalismo

Jornalismo. Profissão complicada essa. Escolhi por enxergar uma falta de valores na forma com que ele é exercido hoje. Falta de responsabilidade com o leitor/espectador/ouvinte/internauta. Falta de responsabilidade com os fatos, com a informação. A profissão está deturpada, infelizmente. Mas sei que ela é bonita, é nobre. Sua finalidade é justamente o outro, informar o outro, levar às pessoas informação, à qual elas não teriam acesso sem os jornalistas. É uma profissão solidária.

Uso muito o conceito de função social para falar em jornalismo. Acho que é isso que deve orientar o trabalho do repórter, diariamente. Ele deve sempre questionar qual o interesse público da matéria que está fazendo. E deve ser ético.

O jornalista não é deus, embora a maioria se ache bem próximo disso. Somos arrogantes, sim. Temos mania de achar que entendemos de tudo, damos opinião a torto e a direito. Sabemos nos fazer parecer entendidos muitas vezes. Mas a verdade é que somos, generalizando, generalistas.

Por conta da grande responsabilidade que temos, do verdadeiro instrumento de poder que é a comunicação, temos que ser bem observados. Defendo uma regulamentação da profissão, que impeça a concentração e o poder ilimitado. E um conselho social, com representantes de amplas camadas, para avaliar a qualidade do jornalismo que está sendo feito. E isso não é censura. Quando um único – ou uns poucos – veículo de comunicação tem a audiência da grande maioria da população, ela não tem acesso a pluralidade, bem fundamental na democracia. Em casos assim, diminuir o poder desse veículo, controlar a imprensa, é uma forma de preservar a democracia, não de tolhê-la.

Mas a grande imprensa atribui a isso o rótulo de censura, que nada mais é, nesse caso, do que uma forma de preservar seu poder mantendo a opinião pública a seu favor. Quem, afinal, é a favor da censura?

Portanto, estou ainda na luta por um jornalismo ético. Pela essência da profissão. Pela solidariedade.

Anúncios
  1. Guta Teixeira
    09/04/2010 às 11:25

    Oi, Cris!
    Adorei o teu texto sobre Jornalismo. Tua motivação é a mesma minha. Eu sempre considerei que o jornalista é uma ponte entre a informação e o público. E gosto muito dessa ideia de ser ponte.
    Grande abraço,
    Guta

  2. christinamarinho
    05/07/2010 às 20:12

    Sou estudante de jornalismo, e gostei do seu ponto de vista em relção a nossa profissão.

  3. 24/01/2011 às 8:20

    bom dia
    Amei seu poste
    Vou visitar seu blog todos os dia Deveria existir mulheres com tua coragem,eu luto ,grito todos os dias por nossos direitos,ñ a violencia contra as mulheres e a liberação do aborto em condição de segurança .E nem precisa dizer que sou do bloco de esquerda maxista.

  4. Max Miranda
    22/03/2011 às 16:04

    Palavras de palavras aqui…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: