Início > Cidades > Movimento defende instituição do Parque do Gasômetro

Movimento defende instituição do Parque do Gasômetro

Do site da Câmara Municipa de Porto Alegre:

Licia Peres lembrou que chaminé do Gasômetro identifica Porto Alegre

A presidente do Movimento Viva Gasômetro, Jacqueline Sanchotene, defendeu nesta terça-feira (26/4) à tarde, durante reunião da Comisssão de Urbanização, Transporte e Habitação (Cuthab) da Câmara Municipal de Porto Alegre, a criação do Corredor Parque do Gasômetro, mediante lei específica. A instituição do Corredor foi aprovada na recente revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental (PDDUA) da Capital, que prevê a sua implantação, mediante lei específica, 18 meses após a vigência do novo PDDUA.

De acordo com Jacqueline Sanchotene, o Viva Gasômetro é um movimento apartidário, e a luta pela criação do Corredor Parque do Gasômetro teve seu início em dezembro de 2006, nas reuniões de discussão do Fórum de Planejamento Região Centro sobre a revisão do PDDUA. A proposta prevê que o Corredor abranja uma área que se estenda desde a Rua Brigadeiro Sampaio até a Avenida Loureiro da Silva.

Cinturão Verde

A socióloga Licia Peres, também integrante do Movimento, disse que o Parque significará a criação de um cinturão verde integrando vários espaços culturais localizadas na área central da cidade. “O espaço será uma grande conquista para Porto Alegre. Toda a cidade tem a sua identidade, e a chaminé da Usina do Gasômetro identifica Porto Alegre”, afirmou. Ela ressaltou a importância da exploração dos espaços públicos de cultura e lazer da cidade como forma de tornar o Centro Histórico acessível a pessoas de todo o Estado.

Presente à reunião, o secretário municipal de Planejamento, Márcio Bins Ely, observou que o Executivo tem ainda prazo de doze meses para a implantação do Corredor Parque do Gasômetro, uma vez que o PDDUA entrou em vigência há cerca de seis meses. Ele manifestou seu apoio à proposta e disse que, neste período, a prefeitura deverá ouvir os porto-alegrenses a fim de recolher sugestões para a elaboração de um projeto de lei do Executivo que estabeleça a criação do Corredor. Elaborado o projeto, explicou Bins Ely, ele deverá ser remetido à Câmara Municipal para discussão e votação.

O presidente da Cuthab, vereador Pedro Ruas (PSOL), manifestou o apoio da Comissão ao movimento dos moradores do Centro e garantiu que a Câmara fiscalizará o cumprimento dos prazos estabelecidos.

Revitalização

Já o engenheiro Rogério Tubino Dal Molin, integrante do Fórum de Planejamento Região Centro, lembrou que muitos imóveis estão abandonados nessa área, pois não possuem viabilidade econômica. “Hoje, o projeto do Cais Mauá reacendeu o interesse pelo Centro Histórico. O Corredor Parque do Gasômetro é uma proposta para articular espaços públicos de cultura e lazer na região, a fim de que eles sejam ocupados pela população. Ele irá coroar a revitalização do Centro, pela movimentação de pessoas naquela área”, disse Dal Molin.

Vice-presidente da Cuthab, o vereador Engenheiro Comassetto (PT) observou que a Usina do Gasômetro é “a porta de entrada para a zona sul da cidade”. Ele defendeu que a Câmara crie um grupo de trabalho para agilizar a implementação do Parque do Gasômetro. Em sua opinião, o governo do Estado precisa estar integrado na discussão do projeto. Comassetto ainda propos que a Cuthab elabore um documento, a ser encaminhado ao governo do Estado, e que uma comitiva abra uma agenda com o governo federal para discutir esse assunto.

Também presentes à reunião, Ariane Leitão, da Assessoria de Movimentos Sociais da Casa Civil, e Rodrigo Maroni, da Secretaria Estadual de Turismo, manifestaram o apoio do governo do Estado à proposta. Ainda se manifestaram favoravelmente à ideia os vereadores Elias Vidal (PPS), Nilo Santos (PTB), Alceu Brasinha (PTB) e Paulinho Rubem Berta (PPS).

Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)

Foto: Mariana Fontoura

Anúncios
  1. Jeanice Ramos
    29/04/2011 às 10:18

    Acredito que deverías identificar a foto, como Lícia Peres, visto que a coordenadora do movimento também está sendo citada.

    • 29/04/2011 às 12:00

      Feito, Jeanice. Obrigada pela sugestão.

  2. 29/04/2011 às 14:29

    Porto Alegre precisa fazer um projeto digno de revitalização do porto, tal com Buenos Aires, Sevilha e Dublin. Tem que criar espaço para a classe dominante, a classe média circular por ai: restaurantes, bares, teatro, cinema, lojas, hoteis, centro de convenções. É isso o que Porto Alegre precisa.

  3. 29/04/2011 às 14:32

    Acima onde está dito Sevilla, Andalucia, leia-se Valencia.

  1. 03/05/2011 às 0:06

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: