Início > Cidades, Jornalismo > Zero Hora está em campanha

Zero Hora está em campanha

O principal jornal gaúcho quer a todo custo aprovar o projeto do Cais Mauá. Eles chamam de revitalização do Centro a ação de entupir a orla do Guaíba de prédios altos, carros e shoppings. A campanha é tão forte que não ouve opiniões contrárias. Aliás, sequer cogita sua existência.

Na edição deste domingo (20), a reportagem de capa informa que o Centro está sendo cada vez mais procurado por moradores da capital. Três páginas da editoria de Geral tratam da “redescoberta” do Centro. Uma redescoberta que ignora valores culturais, quase não mencionados. Fala, sim, na recuperação de prédios antigos, mas não no valor histórico que isso tem, apenas no valor comercial, imbiliário, de um Centro cada vez mais “limpo” e bonito, sem pobres e sujeira.

Malandramente falando

O projeto do Cais Mauá é a mais louvada das iniciativas, tanto que ganhou uma página só para ele. Que diz, em transcrição literal: “Urbanistas, profissionais envolvidos no processo de recuperação e representantes do mercado imobiliário acreditam que, sem a conversão sem a conversão do Cais do Porto em um polo de lazer e turismo, a transformação não estará completa”. Não, jura?!? Das três categorias citadas, as duas últimas são diretamente envolvidas – uma na execução e a outra será grande beneficiada financeiramente. Com relação à primeira, os urbanistas que eu conheço não concordam com isso, não.

A malandragem é tamanha que os representantes da sociedade que discordam da transformação do Cais do Porto em um complexo de empreendimentos em que alguns prédios chegarão a 100 metros de altura – os índices construtivos foram estrategicamente modificados com aprovação da Câmara de Vereadores – sequer foram citados como existentes. A reportagem deixa claro que toda a sociedade aprova o projeto de forma unânime. Se é maioria ou não, não sabemos, mas que há contestação, há, e o jornal descaradamente a omitiu.

Ignorou a existência de movimentos como o Porto Alegre Vive e o Comitê Popular Copa POA 2014, organizações de moradores, profissionais da área, além das discussões no Conselho Municipal de Desenvolvimento UrbanoAmbiental.

Enganou o leitor, manipulou a informação.

E aproveita para sutilmente pressionar o governador Tarso Genro para que ele não volte atrás na decisão de não enfrentar o complexo máfio-midiático – como diria o Sr. Cloaca – e aceite o projeto sem contestação, ao invés de promover um amplo debate popular.

Carrocentrismo

Outro ponto valorizado pela reportagem é a liberação de ruas para a circulação e espaços para o estacionamento de automóveis, “devolvendo a vida ao entorno”. Circulo pelo Centro há 24 anos. Nunca, em momento algum, faltou vida ao bairro, muito pelo contrário. A liberação de diversas ruas para que os carros pudessem circular até pode ajudar a desafogar o trânsito, mas é péssimo para os pedestres, que se espremem nas calçadas estreitas. Gostaria de ver os repórteres circulando a pé em dia de chuva para entender bem a que me refiro.

Mas “vida”, na concepção elitista de Zero Hora, só existe dentro de uma lataria sobre quatro rodas, símbolo de status. O Centro agora vale não porque é culturalmente efervescente, mas porque é “glamouroso”, nas palavras do jornal.

Ao mesmo tempo em que valoriza a liberação de ruas para que os carros circulem melhor – e os pedestres e ciclistas bem pior -, Zero Hora louva a iniciativa que vai atravancar o trânsito da entrada da cidade. Fica difícil vislumbrar a possibilidade de uma região mais sobrecarregada não sofrer severas complicações com a construção de um complexo como o que se pretende no Cais, com hoteis e salas restritas a quem os pagar.

Continuamos aplaudindo o transporte individual, a experiência de vida individual, a existência individual, no lugar de incentivar o transporte coletivo de alta qualidade, como seria possível com investimentos adequados e bem planejados, e os espaços coletivos de convivência urbana, que permitissem a troca de experiências e a integração comunitária.

Para a Zero Hora, o projeto do Cais é sinônimo de “futuro”. Resta saber que tipo de futuro.

Anúncios
  1. leylah
    20/02/2011 às 21:43

    É bem isso.Na mentalidade capitalista e neoliberal da RBS,a única coisa q/tem lugar é o mercado.Pra eles,o ser humano e seu lugar na sociedade não conta.Um exemplo claro disso é essa insistente tentativa deliberada de liberar todo o centro para os carros(até no calçadão)e afunilar os pedestres nas calçadas.Uma lata pra eles tem mais valor q/uma pessoa.

  2. 21/02/2011 às 20:38

    Falando em campanha, tô achando que o Zambiazi voltou pra ser prefeito. Tõ apostando nisto.

  3. 22/02/2011 às 9:38

    O QUE PODERIA SE ESPERAR DE UMA EMPRESA QUE DETÉM UMA DAS MAIORES CONSTRUTORA IMOBILIÁRIA ?

    *ESPECULAÇÃO.

    * o que me surpreende é eles pensarem que sua clientela são irracionais, não pensam, sub-estimam a inteligência das pessoas.

    -porto alegre é uma cidade que foi construída na época colonial, sem um mínimo de planejamento onde os passeio públicos são “espremidos” é um parto caminhar na área central, em dias de chuva esta situação se agrava, pois não existe manutencão do pavimento, existe acúmulo de água, excesso de veiculos estacionados, circulando,ETC.

    * * A PRAÇA 15 DE NOVEMBRO, retiraram os camelôs e entupiram de veiculos ? ? ? !

    E AS CICLOVIAS, O TRANSPORTE HIDROVIÁRIO (centro/zona sul) isto retiraria quantos veiculos de circulação deste circuito ?

    Eduino de Mattos
    Conselheiro do CMDUA/RGP-07, Porto Alegre.
    (plano diretor de desenvolvimento urbano e ambiental)

  4. Ismael
    22/02/2011 às 10:19

    Isso faz voltar à questão da lei das mídias:

    Não se pode ter certeza que se está falando com um órgão de imprensa que só busca informar, ou um panfleto ideológico, ou um infomercial de uma construtora ou alguma outra coisa que nem sabemos que um grupo tem.

  1. 26/03/2011 às 22:17

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: