Início > Política > Campanha de Serra não sabe mais pra onde correr

Campanha de Serra não sabe mais pra onde correr

Faz só quatro dias que falei aqui que o PSDB precisava de um “fato novo”, como o escândalo dos aloprados de 2006, para impedir que Dilma se eleja no primeiro turno. Aí está: a tentativa de criar um factóide que não se sustenta, simplesmente porque não há nada que ligue os supostos responsáveis de quebrar o sigilo na Receita Federal de pessoas ligadas a Serra a Dilma Rousseff ou ao PT.

Digamos que toda a história seja verdade. Digamos que os sigilos – inclusive da filha de Serra, Veronica, muito próxima da filha de Daniel Dantas – tenham de fato sido violados. Suponho que haja por aí uma penca de simpatizantes desmiolados da candidatura de Dilma, como sempre há. Entre os 51% de eleitores que a apoiam, quase 70 milhões de pessoas, deve haver algum com um parafuso a menos trabalhando no serviço público e que acha que pode ajudar Dilma com esse tipo de atitude, catando furos do pessoal ligado a Serra. Daí a pedir a cassação da candidata de Lula, a forçação é grande.

Na verdade, grande mesmo é o desespero.

Anúncios
  1. Jux
    02/09/2010 às 12:04

    ontem quando dona Global e o Casal-quase-vinte noticiaram exaustivamente o caso da quebra do sigilo e deram tanta ênfase às palavras acusatórias do Sr Burns, só uma coisa veio na minha cabeça: é, o desespero é tamanho que ele SÓ pode ganhar se a Dilma não concorrer.
    Lamentável a estratégia tucana, lamentável.

    Adoro seu virtual office!

  2. 05/09/2010 às 10:59

    Cris, tenho 72 anos, pratico exercícios físicos e vou a aulas de danças. Qualidade de vida contribuindo no limite para que tenhamos uma “Educação integral” com senso critico do que representa “Meios de comunicação democráticos, um direito humano”

    Navego pela internet em sites e blogs em busca de compreender, apreender sentido para a existência. Parto sempre de paradigmas digamos transcendentes, ou que descendem de “ALGO” (lei, Deus, Energia essencial do bem, belo e verdadeiro, etc. e que etecetera!). Por ex. cito sempre que estamos em um interregno de ciclos com um novo que já alvoreceu se confrontando com um outro apodrecido e gasto. O novo sussurra em nossos ouvidos “….Eu já escuto os teus sinais…Anunciação do A. Valença”

    Que sinais? “Entre as bacias do Prata e do Amazonas, surge uma nova raça, a ibero americana. No Brasil, o pais mais rico do planeta, miscigenada com todos os povos do planeta e com os indígenas” Darcy Ribeiro descrevia as características dessa raça em “O povo brasileiro”
    Aqui é o sitio de uma “America latina, berço de uma nova civilização”

    Então confio que conseguiremos com a eleição de Dilma um avanço para tais meios de comunicação. Vários passos foram dados, como o marco inicial aquela Iª CONFECOM e este ultimo aqui em SP; o 1º encontro dos blogueiros progressistas. Atribuo a uma conspiração do bem, que “obriga” o povo brasileiro caminhar, somos andando. Se fortalece o imaginário popular, a corrente de pensamento. Leio facilmente um sincronismo que atinge o inconsciente coletivo plasmando de forma indestrutível o alvorecer de um novo ciclo.

    Assim explico que quando Serra “relutava” em aceitar essa missão sem violentar o seu livre arbítrio, quer dizer ele está convicto com o que pensa e sente, houve uma campanha para que Serra não desistisse como essa em http://muitasbocasnotrombone.blogspot.com/2009/06/lula-pede-serra-nao-desista-coragem.html

    Outras em que aparecia a figura do amigo da onça com os dizeres “não desista Serra”, como em http://richard-widmarck.blogspot.com/2009_12_01_archive.html rolando na pagina até encontrar.

    Fomos atendidos!!! O Serra torna cristalino para que todos tenham a clara percepção do fim de ciclo apodrecido e gasto que esse tipo de oposição partidária-midiatica representa e está sendo superado. Se fulminado é por suas próprias ações.

    Sim, sempre votei no PT, para expressar que haja fraternidade na economia, liberdade na espiritualidade e igualdade na justiça. Adoro o lema socialista – De cada um de acordo com suas possibilidades, para cada um de acordo com suas necessidades”

    Portanto apoio e participo de ações que visem a utopia de um Estado e Mercado eficazes. Aos que se afinam com o Estado, incentivo ao cooperativismo, a cogestão. Aos do Mercado que apliquem os valores que nele existem, (tanto qto outros tantos no Estado). Um deles por exemplo a meritocracia. Porem, há um porem. Que essa decorra de igualdade de oportunidades (educação) e de informações (meios de comunicação). Alias princípios que o Mercado frauda, na minha opinião, a exemplo de quando Serra declarou ser o MERCOSUL uma farsa e não ter proporcionado que o poder executivo de São Paulo contribuísse para as conferencias regionais da CONFECOM. (A Assembléia legislativa é que tomou a iniciativa)

    Veja o quanto ainda temos de caminhar e estamos caminhando. Por isso que sinto a importância da democratização dos meios de comunicação. Daí a importância do jornalismo, missão sagrada pois trata da expressão do SOM, palavra dita ou escrita que forma as PER-SOM-NALIDADES. O primeiro grito do “EU SOU”
    Cada povo vive as suas circunstancia. Nós, brasileiros temos sido conseqüentes e sabemos que nada depende só da presidenta. Fico entusiasmado quando vejo na Argentina Christina conseguir “enquadrar” os meios aos princípios constitucionais, os nossos ainda não regulamentados (art. 220, 221 e 224) que Fabio Konder Comparato pleiteará no STF que o futuro Congresso legisle.
    Enfim já há tantas e inumeráveis iniciativas da sociedade brasileira. Gosto de citar algumas;

    Divirtam-se com
    Sobre a leitura dos jornais nos deixarem estúpidos do R. Alves
    http://www.rubemalves.com.br/seraquealeituradosjornaisnostornaestupidos.htm

    A verdadeira função da imprensa”
    http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/a-verdadeira-funcao-da-imprensa/29855/ e esse outro
    http://www.kanitz.com/impublicaveis/jornalismo_do_deboche.asp

    Artigo do Emilio Odebrecht na FSP “A imprensa e o novo Brasil” de 12/01/10
    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=572IMQ005

    Eduardo Guimarães do Movimento dos sem mídia- MSM, do qual faço parte, vai entrar com representação sobre a ilegalidade do “opinioãonismo” dos meios concedidos durante a campanha eleitoral
    http://www.blogcidadania.com.br/2010/09/apoie-a-nova-representacao-do-msm-a-justica-eleitoral/

    Esse é sobre a Argentina, bastante fundamentado
    http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=16923

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: