Início > Jornalismo, Sociedade > Mural: jornalismo cidadão na internet

Mural: jornalismo cidadão na internet

Está novamente em discussão (ou melhor, ainda não saiu de pauta) a tal da obrigatoriedade de diploma para exercer o jornalismo. Uma discussão tão secundária…

Dou dois exemplos opostos. O primeiro, de um jornal do porte da Folha de S.Paulo, que tem milhões de defeitos, mas é o mais vendido do país. A Folha faz seleção de trainee, acolhendo recém formados ou estudantes em fim de curso para participarem de um processo seletivo e, se escolhidos, terem uma experiência de quatro meses na redação do jornal. Como repórteres, que fique claro. Mas o curso que o sujeito está concluindo não precisa ser jornalismo.

Mas o exemplo que quero destacar é o de um projeto assinado por Bruno Garcez, jornalista do International Center for Journalists (ICFJ), repórter licenciado da BBC e que já passou pela Folha. Bruno criou uma espécie de laboratório digital. A plataforma é bem simples: um blog. Está aí pra comprovar que bastam boas ideias e vontade pra fazer acontecer.

Através de um perfil no WordPress, Bruno criou o que chama de “agência da periferia”, um “Projeto multimídia de Jornalismo Cidadão”, o Mural. Me lembra muito a iniciativa da Rosina Duarte no Boca de Rua, em Porto Alegre. A diferença é que o Boca, até pela época em que foi criado, é feito em papel. A descrição do Mural em seu primeiro post não podia ser melhor: “Um canal para todos aqueles que querem abolir a divisão centro x periferia, todos os que desejam inverter a lógica da produção de notícias”, através do trabalho de “correspondentes comunitários”. O objetivo é romper com o vício da grande mídia e produzir conteúdo com a visão de dentro da periferia. E conteúdo multimídia.

Bruno publica posts com dicas, verdadeiras aulas de como fazer jornalismo de verdade. Tem uma parte técnica também, aquela coisa da sacada, de saber lidar com as situações, de como proceder, que se aprende com o tempo, além da estrutura da reportagem, coisas do gênero. Apresenta exemplos práticos, dá sugestões. Mas também tem muito da ética da profissão, de como produzir conteúdo cidadão, honesto, socialmente responsável.

Ainda não há exemplos de material produzido por seus alunos, até por se tratar de um projeto recente (o primeiro post é de 11 de junho). Mas o objetivo é esse. Entre os participantes, blogueiros, com alguma noção de jornalismo, e pessoas egressas da periferia. No blog, Bruno coloca exercícios que seus alunos devem desenvolver. Já fez três encontros presenciais, o que ainda limita um pouco a São Paulo. A vantagem da internet é justamente poder atingir públicos maiores, o que está nos planos. Mas tudo bem, se é preciso se ver para mobilizar de verdade, que seja assim. São Paulo já tem bastante gente precisando de mais cidadania.

Anúncios
  1. 16/07/2010 às 21:20

    Pena que a autora do texto acima, ainda não conhece o projeto do Portal do Itaim Paulista, feito por um morador de periferia há mais de 11 anos. Neste portal as noticias são somente da região onde mora e não conta com colaboradores. Tudo é feito na raça como fazem os moradores da periferia…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: