Início > Cidades, Política, Sociedade > Divulgado o edital para acabar com o Cais do Porto

Divulgado o edital para acabar com o Cais do Porto

O edital permite a exploração por 25 anos. Mas o que for construído ali vai continuar, sabe-se lá por quantos séculos. Não exagero, é muito difícil derrubar um prédio grande depois de ocupado. As matérias que tratam do edital de concorrência para a exploração da área do Cais do Porto, na orla do Guaíba – o rio que é na verdade o lago que ilumina e identifica Porto Alegre -, falam nos empregos que a obra criará, mas dificilmente tocam nas consequências da construção de prédios às margens de um lago.

São exatos 181.295 metros quadrados, onde serão investidos, segundo o governo do estado, entre 400 e 500 milhões de reais. Perto do Gasômetro, os prédios não podem passar de 14 metros de altura, mas na área das docas podem chegar a 100 metros. São aproximadamente 35 andares. Vai ficar uma belezura no cartão postal que os turistas vão enviar para seus parentes:

“Mãe, Porto Alegre é uma cidade moderna. Aqui dizem que havia um bonito pôr-do-sol. Hoje o progresso finalmente chegou e temos bastante concreto. Mas mais pro lado a gente enxerga parte do sol também. Com amor, Fulano.”

Divagações à parte, não é só a vista que muda. A área perde seus atrativos turísticos. O fato de hoje eles não serem valorizados não justifica a construção de prédios dessa altura. Faltam investimentos na região, que poderiam render bastante lucro para o governo – e consequentemente para os cidadãos – se fossem bem explorados. O investimento em turismo em Porto Alegre é vergonhoso, é fato, mas não se melhora essa situação entregando uma área pública para a iniciativa privada.

Turismo dá retorno financeiro. Portanto, dizer que o governo não tem dinheiro para investir é lorota. O investimento seria certamente revertido. E com lucro para a população. Sem agredir o meio ambiente.

A contrapartida exigida, de investimentos em reconstrução histórica, museus etc., é o mínimo que se poderia querer. Afinal, não se entrega um bem tão importante de uma cidade por dinheiro algum sem uma garantia de retorno, por menor que seja. Ainda assim, essa recuperação, como eu já disse, poderia ser feita pelo governo, sem precisarmos conviver com tanto concreto para que ela se concretize.

————–

Aqui, uma matéria do governo do estado sobre o Cais. Mais uma nesse link.

O edital pode ser baixado aqui.

  1. Matheus
    12/07/2010 às 22:57

    Tive a oportunidade de prestigiar a Brasil Rural Contemporâneo em maio, e me surpreendi o quão agradável é o Cais do Porto.
    Acabar com esse cartão postal seria um crime contra a própria Porto Alegre.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: